quarta-feira, 5 de julho de 2006

Dormência

Tal como recentemente se disse a propósito do défice, seria bom que houvesse o bom senso de lembrar que também há vida para além do futebol. Enquanto tudo parece andar anestesiado, as coisas vão acontecendo:
- Prepara-se mais um corte no elenco de despesas dedutíveis no IRS, incluindo despesas com a educação e seguros;
- Continuamos a poluir as nossas águas marítimas com resíduos de navios e cargas, apesar da milionária propaganda dos oceanos chamada Expo98;
- Perspectiva-se uma onda de desempregados da Função Pública;
- Sucedem-se os avanços e recuos, os mandos e desmandos, no Metro do Porto;
- Rui Rio quer impor a Lei da Rolha ao fazer depender os subsídios da Câmara às instituições portuenses do silêncio destas acerca do Executivo [quem criticar publicamente a Câmara não tem direito a fundos], numa lógica ditatorial carunchosa e bolorenta;
- Entrou em vigor a consagração legal que a indemnização para reparação da viatura objecto de acidente fica dependente do valor venal dessa mesma viatura – ou seja se o carro valer menos do que a reparação, bem o Senhor António pode por de lado a sua estima pelo carrinho que a seguradora só lhe dará o que ele vale no mercado.
Não sou contra sonhar, apenas chateia-me que se esteja constantemente a dormir à hora errada.
j.marioteixeira@sapo.pt

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home