quinta-feira, 28 de junho de 2007

Fado

A apreciação feita pelo Banco Mundial não espanta. Pertenço ao vasto grupo de pessoas que atenta para o facto da morosidade da Justiça que temos ser um sério entrave ao desenvolvimento do país.
Aliás, num país onde a Justiça funcional mal, poucas coisas poderão funcionar bem.
Se somarmos à Justiça lenta, e tantas vezes ineficaz, uma economia presa a monopólios vários (EDP, CTT, PT, etc), temos boa parte do nosso atraso económico mais do que justificado.
Se isto é sabido há muito, e se nada de sério se faz para contrariar, só se pode concluir que quem manda tem interesse que assim seja. Já não é um problema de competência mas sim de seriedade.
j.marioteixeira@gmail.com

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home