segunda-feira, 5 de novembro de 2007

Viagem no tempo.

Quando o referendo interessa, há que cumprir promessas eleitorais. Assim foi, e bem, a propósito da IVG ir a referendo, não se aceitando a proposta do PCP em resolver o assunto no Parlamento dada a maiorio absoluta socialista e o apoio dos comunistas e do BE.

Estava prometido, logo havia que se cumprir.

Já quanto ao referendo ao novo Tratado Europeu, já tudo serve para quebrar a promessa política. Mas serve mesmo tudo, até dizer que as pessoas não sabem o que vai ser referendado.

E como as pessoas não sabem verdadeiramente o que é isso do Projecto Europeu, porque não houve, nem há, classe política que se tivesse preocupado em explicar (tenho dúvidas que muitos sejam sequer capazes de tal) - tudo se resumindo a dinheiro vindo de fora e ao abate de barcos ou de árvores de fruto -, há que evitar que a plebe se pronuncie sobre aquilo que é coutada da elite.

E ainda dizem que os tempos mudam...

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home