sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

No cravo e na ferradura

Feitas as contas, todos os casos que a licenciatura do Primeiro Ministro deu azo, esfumaram-se.
Quem denunciava haver irregularidades e coisas piores, afinal não caluniou, não inventou factos injuriosos e difamatórios. Mas, também, quem foi denunciado por obter uma licenciatura de modo duvidoso não foi ofendido, embora esteja inocente porque nada se apurou de irregular em tal licenciatura.
Fica o sentimento que a situação foi sendo resolvida como tantas vezes é, como que á moda de ferreiro: ora no cravo ora na ferradura.
É o que dá a mula nunca parar quieta...

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home