segunda-feira, 25 de maio de 2009

Triste vergonha

Goste-se ao não do estilo de Marinho Pinto, ou seja lá de quem for, tal não dá o direito a alguém que se diz jornalista transformar uma entrevista num tribunal plenário, e ainda insultar o entrevistado.
Notoriamente, Manuela Moura Guedes assumiu a defesa dos críticos de Marinho Pinto - cujo empolamento dado pela comunicação social faz parecer que são muitos mais do que na realidade são... - ao ponto de acusá-lo de "bufo".
Isto não é um entrevista: é uma vergonhosa tentativa de denegrir directa e pessoalmente alguém.
Isto não é jornalismo. É propaganda!
Ainda para mais, insultar de "bufo" quem é acusado de falar nas coisas na praça pública, denuncia duas tristes vergonhas de alguém que se diz jornalista: não sabe que um "bufo" denuncia na surdina, por trás do pano, porque se trata de uma espécie de "espião" (e não na praça pública), coisa que aconteceu durante anos neste país e que tantos portugueses desgraçou; nem sabe o que "bufo" significa na língua portuguesa .
Triste vergonha esta que se esconde por trás de um arrogante estrelato: ignorâncias graves de história e de língua portuguesa.
O desrespeito pelas regras éticas e de educação, são apenas meras consequências, mas não menos vergonhosas.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home